Newsletters




RSS 2.0 ACG

ATUALIDADE

Registo Central de Beneficiário Efetivo – Prorrogação de prazos

O prazo para a apresentação da declaração inicial do beneficiário efetivo foi alargado. 

Esta declaração deve ser efetuada até 31 de outubro, pelas entidades sujeitas a registo comercial, e até 30 de novembro, pelas demais entidades sujeitas ao RCBE.

O Registo Central de Beneficiário Efetivo (RCBE) pretende identificar todas as pessoas que controlam uma empresa, fundo ou entidade jurídica de outra natureza.

Continuar...

PESQUISA

Autenticação

Visualizações de conteúdos : 624770
APRESENTAÇÃO Mensagem do Presidente

SONDAGEM "O INTERIOR"

AS PESSOAS ACREDITAM NA REVITALIZAÇÃO DA ACG

O jornal “O Interior”, um credível e importante órgão de comunicação da nossa região, iniciou ontem uma sondagem aos seus leitores, questionando sobre a viabilidade da Associação Comercial da Guarda.

É com satisfação que verificamos que, quase 70% das pessoas que responderam ao inquérito até ao momento, acreditam na recuperação da Associação, mesmo antes de ter sido apresentado o Projeto de Revitalização.

Um primeiro resultado que acreditamos traduz a opinião e sentimento dos empresários do distrito e das pessoas, de uma forma geral.

O apoio de todos vai ser fundamental para voltarmos a ter uma Associação Comercial saudável e focada na defesa dos interesses dos seus Associados e da Região.

ointerior

image003-teste

28.06.2019

ACG nas redes sociais

fb

ACG no youtube

youtube

Guia do Investidor

guia_foto

Livro de Reclamações Online


Livro de Reclamações Online
Mensagem do Presidente

  

Caros Associados,

Considero fulcral referir aquilo que, no meu entender, são as linhas orientadoras e desafios para o novo mandato a que me propus.
Como em todo e qualquer projeto, o cunho pessoal, neste caso, dos novos corpos sociais que me acompanham, tentará ser marcante e diferenciador com o objetivo de criar valor à entidade que representamos. O nosso contributo deve refletir-se no cumprimento dos desígnios e missão da ACG.
A Associação do Comércio e Serviços do Distrito da Guarda é uma entidade centenária, detentora de um histórico invejável e tem como área de ação o distrito da Guarda, representando assim mais de 1500 associados. Pois é nestes associados que a mesma deve basear a sua estratégia de ação.
A pergunta que se coloca é, como?
Garantindo a qualidade e variedade de serviços disponíveis e assegurados pela equipa técnica da ACG, nos quais destaco o apoio jurídico, a consultadoria especializada sobre programas e sistemas de incentivos empresariais, toda e qualquer ajuda necessária, na forma de apoio à atividade.
Dando continuidade ao projetos em curso, nos quais refiro os programas de ação-formação e consultadoria Dinamizar e QIPME, os cursos de aprendizagem de dupla certificação para jovens, o projeto Happy Start e a manutenção da oferta de cursos modelares de curta duração.
Também, mantendo a obrigação de dar continuidade à valorização e reconhecimento de uma atividade económica especifica ou um produto endógeneo característico, tal como se pode verificar no programa Guarda Prestige 2012
criando condições e implementando, de uma forma calculada e responsável, ações com o objetivo de elevar a dinâmica comercial, tal como tem sido a participação nas atividades natalícias e de São João.
Garantindo a lógica de investimento da ACG, visível no projeto de Reabilitação Urbana do Logradouro da sede da ACG, que irá estar disponível daqui a 2 meses e irá disponibilizar o acesso rápido ao Centro Histórico da Guarda e a oferta de 43 lugares de estacionamento para veículos de pequenas e grandes dimensões.
Isto pautado pelo rigor e responsabilidade que a ACG mantém na execução do seu plano de recuperação económica.
As relações institucionais exteriores devem ser melhoradas através de uma participação ativa e presente, quer naquelas que a ACG está presente, tais como a APGUR, a Ensiguarda, a Escola de Hotelaria de Manteigas e a Pró-Raia, bem como naquelas que interagem e influenciam o distrito da Guarda ou setores económicos. Refiro-me às câmaras municipais, ao Consórcio Empresarial Beiras e Serra da Estrela, CEC, CCP, AEP e outras entidades públicas-privadas representativas.
Ao poder autárquico reconhecemos a responsabilidade primária do desenvolvimento local bem como o conhecimento das suas adversidades. Assim, a ACG promoveu reuniões com as Câmaras da Guarda, Almeida, Mêda, Foz Côa e Sabugal, na pessoa dos seus presidentes.
No atual panorama, socioeconómico instável e adverso, assumimos que a Associação do Comércio e Serviços do Distrito da Guarda irá reforçar a sua proximidade com os seus associados indo assim de encontro às suas perspetivas.


Bons Negócios!

Miguel Alves

miguel_alves_site

 


 
ACG - Associação do Comércio e Serviços do Distrito da Guarda © 2012 Todos os direitos reservados | desenvolvido por J.Canão